Estilo de Vida

com André Estrela

Aqui é um espaço para vivenciar as experiências de quem tem a estomia como companheira de vida.

Vamos falar sobre saúde, esportes, moda, beleza, direitos e muitas outras dicas para aproveitar a vida com muito mais qualidade.

E aí, estão prontos trocar experiências?

Vem com a gente nessa jornada....

Andre Estrela 1

Uma Década com o Charlie

Conheça minhas redes sociais

Viagem com Charlie

Aproveitem a viagem!

No fim das contas, o que realmente importa é se divertir. Não tenham medo de se aventurar e experimentar novas oportunidades. Essa foi minha primeira viagem internacional e foi inesquecível!

Então, assim que for possível e seguro para todos, aproveitem suas férias e aproveitem o voo. 😊

Vamos Nadar?

Chegamos no verão, época das praias e banhos de piscinas, mas infelizmente, hoje, existem pessoas com estomia que se privam desses prazeres e lazer por receio de sofrerem acidentes como descolamento e vazamento durante suas atividades aquáticas. E há aqueles que pregam uma ideia errônea de que ostomizados não podem frequentar esses ambientes.

Mas hoje, além de dar algumas dicas de como curtir uma praia da melhor forma possível, quero tentar quebrar esses tabus sobre ostomia de uma vez por todas.

Vamos tentar?

Andre-Estrela-Nadar

Antes de pegar aquela praia ou dar um belo mergulho na piscina, procure sempre um equipamento recém trocado e que esteja com a placa bem aderida à pele.

Se você utiliza bolsas com filtro de carvão, vai precisar vedar a saída dos gases com uma fita adesiva, pois se entrar no mar com o filtro desprotegido, irá danifica-lo.

Esvazie a bolsa o quanto antes possível da sua entrada na água.

Se a vergonha for um fator muito presente, opte por bolsas opacas, pois ajudam na discrição, ou o uso de capas, sejam de papel contact ou de tecidos leves*

*Capas feitas em algodão ficam muito pesadas ao molhar, o que pode facilitar no descolamento da bolsa.

ATENÇÃO: Acima de qualquer coisa, respeitem o isolamento social, evitem aglomerações e passeios desnecessários. E caso seja imprescindível sua saída de casa, use a máscara de proteção e higienizem as mãos sempre que possível e obrigatoriamente ao chegar em casa.

Rotina de um Ostomizado

Oi pessoal, todos bem?
Muitas são as dúvidas dos pacientes que estão prestes, ou acabaram de receber sua ostomia. Dentre essas, uma que recebo quase que diariamente, são relacionadas ao meu dia a dia. Então, resolvi trazer alguns dos principais pontos para vocês.

Abaixo, estão as atividades que realizo em um dia de semana, desde a hora que acordo, ida ao trabalho até a hora de dormir.

Quase que diariamente, acordo parecendo que estou no balão mágico. A bolsa completamente inflada, quase que voando, de tantos gases acumulados (mesmo tendo levantado de madrugada para esvaziá-la).
Logo, a primeira coisa que faço é esvaziar a minha bolsa.

Dia Nacional do Ostomizado

Andre Estrela 1

Chegamos em novembro, mês em que celebramos o dia Nacional do Ostomizado!

Ao contrário dos outros anos, dessa vez não vou falar sobre a luta dos nossos direitos, quero falar com vocês sobre representatividade...

A definição no dicionário diz que representatividade é a “qualidade de alguém, ou de um grupo, cujo embasamento na população faz que ele possa exprimir-se verdadeiramente em seu nome.”

Agora eu te pergunto, você se sente representado?

Já parou para pensar que você poderia ser o Representante ou o Referencial de alguém?

Em 2010, pouco antes de minha operação (colectomia total), comecei a buscar por informações sobre pacientes ostomizados e suas rotinas. Questionava “Como era o dia a dia desses pacientes com a bolsa?” ou “Como eles se banhavam ou tinham relações intimas?” e até mesmo “Se esses pacientes praticavam esportes ou podiam ir à praia/piscina?”

Os resultados das minhas buscas eram sempre relacionados ao aspecto negativo da estomia, tudo o que podia dar errado durante e no pós-cirúrgico (hérnias, inflamações, prolapsos etc.), ou com informações técnicas sobre composição e manuseamento técnico da bolsa. Realmente uma sensação desoladora não saber o que me esperava.

Pouco depois de operado, continuei minhas buscas online pela rotina de um paciente ostomizado e encontrei um grupo privado no facebook, chamado Ostomia sem Tabu. Ao ser aprovado como membro tive acesso às informações que, apesar de escassas, eram muito relevantes.

Pacientes que compartilhavam de maneira tímida suas rotinas e experiências. Eu acreditava que esse tipo de conteúdo deveria ser público, para que pacientes aflitos (como eu estava na época) pudessem encontrar algum conforto.

E assim nasceu o Ostomia em Foco, um espaço onde comecei a compartilhar minhas experiências como Ostomizado e minhas aventuras com o Charlie, minha ostomia.

Surpreendentemente, em pouco tempo comecei a receber contatos de pacientes que estavam prestes ou tinham acabado de operar, me agradecendo por todas as informações postadas e me pedindo dicas sobre outras dúvidas que tinham. Foi um sentimento muito gratificante!

Nesses 5 anos, desde a criação dessa página, pude acompanhar pessoas com histórias similares à minha e incentivá-las a criarem suas próprias páginas. Apadrinhei e acompanhei de perto o nascimento de novos porta-vozes para nossa comunidade, mas ainda não é o suficiente.

Portanto, venho convidar a todos vocês, pacientes que estão de bem e em paz com suas ostomias e que estão presentes nas redes sociais, que criem suas próprias páginas dedicadas ao assunto, ou abram suas redes sociais para que todos possam ver como você é uma pessoa maravilhosa e que será a inspiração de muitos!

Lembro que minha rotina e estilo de vida podem não ser compatíveis com a de uma pessoa que está prestes a operar, mas a sua pode!

Seja a Representatividade que não tivemos por muito tempo!

Seja a diferença na vida de muitos!

 

Chegamos em novembro, mês em que celebramos o dia Nacional do Ostomizado!

Ao contrário dos outros anos, dessa vez não vou falar sobre a luta dos nossos direitos, quero falar com vocês sobre representatividade...

A definição no dicionário diz que representatividade é a “qualidade de alguém, ou de um grupo, cujo embasamento na população faz que ele possa exprimir-se verdadeiramente em seu nome.”

Agora eu te pergunto, você se sente representado?

Já parou para pensar que você poderia ser o Representante ou o Referencial de alguém?

Em 2010, pouco antes de minha operação (colectomia total), comecei a buscar por informações sobre pacientes ostomizados e suas rotinas. Questionava “Como era o dia a dia desses pacientes com a bolsa?” ou “Como eles se banhavam ou tinham relações intimas?” e até mesmo “Se esses pacientes praticavam esportes ou podiam ir à praia/piscina?”

Os resultados das minhas buscas eram sempre relacionados ao aspecto negativo da estomia, tudo o que podia dar errado durante e no pós-cirúrgico (hérnias, inflamações, prolapsos etc.), ou com informações técnicas sobre composição e manuseamento técnico da bolsa. Realmente uma sensação desoladora não saber o que me esperava.

Pouco depois de operado, continuei minhas buscas online pela rotina de um paciente ostomizado e encontrei um grupo privado no facebook, chamado Ostomia sem Tabu. Ao ser aprovado como membro tive acesso às informações que, apesar de escassas, eram muito relevantes.

Pacientes que compartilhavam de maneira tímida suas rotinas e experiências. Eu acreditava que esse tipo de conteúdo deveria ser público, para que pacientes aflitos (como eu estava na época) pudessem encontrar algum conforto.

E assim nasceu o Ostomia em Foco, um espaço onde comecei a compartilhar minhas experiências como Ostomizado e minhas aventuras com o Charlie, minha ostomia.

Surpreendentemente, em pouco tempo comecei a receber contatos de pacientes que estavam prestes ou tinham acabado de operar, me agradecendo por todas as informações postadas e me pedindo dicas sobre outras dúvidas que tinham. Foi um sentimento muito gratificante!

Nesses 5 anos, desde a criação dessa página, pude acompanhar pessoas com histórias similares à minha e incentivá-las a criarem suas próprias páginas. Apadrinhei e acompanhei de perto o nascimento de novos porta-vozes para nossa comunidade, mas ainda não é o suficiente.

Portanto, venho convidar a todos vocês, pacientes que estão de bem e em paz com suas ostomias e que estão presentes nas redes sociais, que criem suas próprias páginas dedicadas ao assunto, ou abram suas redes sociais para que todos possam ver como você é uma pessoa maravilhosa e que será a inspiração de muitos!

Lembro que minha rotina e estilo de vida podem não ser compatíveis com a de uma pessoa que está prestes a operar, mas a sua pode!

Seja a Representatividade que não tivemos por muito tempo!

Seja a diferença na vida de muitos!

Clique aqui e conheça o programa me+ ConVocê.